Oie! Hoje falo um pouco sobre décor no universo – fofo – que é o dos quartinhos de bebês. Masss, não falo do trivial rosa X azul. A ideia aqui é apresentar quartinhos diferentes, monocromáticos clássicos, disposições nada óbvias e modelos que sirvam para ambos os sexos. Deixar para demarcar o sexo do bebê nos itens decorativos é a aposta dessa trend. Vem ver!

Adoro décor clean! Para bebês, uma tendência que tenho observado são os quartinhos monocromáticos e unissex em tons de nude, fendi, branco e bege. Aquele rosa vibrante ou mistura de muitas cores – que também é legal – vem dando um pouco de espaço para o gosto daquelas mamães e papais mais discretos, clássicos e, por que não, elegantes.

Nas imagens que selecionei a seguir, você verá que os itens decorativos e pequeninos detalhes que farão a gente saber se o quarto será para um príncipe ou para uma princesa. O papel de parede levemente roseado, a estampa da almofada, o lacinho no berço, o quadrinho em forma de coroa, o abajur com roupinha de bailarina, serão os indícios de que o décor foi pensado para determinado sexo.

As vantagens desses quartinhos são inúmeras, por exemplo, para um segundo filho de sexo diferente, poderão ser utilizadas as mobílias e aqueles itens decorativos que não expressam determinado gênero. Para um segundo filho do mesmo sexo, você poderá ter um quartinho completamente novo apenas trocando os detalhes que citei acima. Além disso, as cores clean não cansam visualmente e trazem paz e calma para bebê e mamãe.

Post da Paty

1110