1
 1 – Quantidade
Escolha pelo menos cinco tipos, entre os de sabores suaves e mais fortes. Mas evite servir mussarela, queijo prato ou queijo-de-minas, porque são muito comuns para um evento e também provolone e parmesão, esses dois últimos, são muito fortes e podem atrapalhar a degustação dos outros tipos e também da bebida.
2
2 – Disposição
 Podemos servir sobre tábuas, sem fatiar. Deixe que cada convidado corte os queijos, e apenas garanta que cada tipo tenha sua própria faca para não interferir os sabores.
3
3 – Outros alimentos
Pães são complementos ideais e frutas também são muito bem-vindas. Além de combinar com alguns queijos, ajudam a limpar o paladar para experimentação de novos sabores. Uvas e maçãs são as preferidas dos especialistas. Frutas secas também são boas opções. E não se esqueça de deixar água à disposição dos convidados.
 
  4 – Combinação
Em geral, queijos de casca dura combinam com vinhos tintos e queijos frescos vão melhor com os brancos. E quanto mais cremoso o queijo, mais acidez o vinho deve ter.
 
  5 – Um único vinho
Não é pecado mortal servir um único vinho durante toda a reunião, mesmo tendo vários tipos de queijos à disposição. Nesse caso, escolha um que não seja muito maduro nem muito suave um vinho intermediário.
4
6 – Queijos azuis
Esses queijos são feitos a partir da maturação de fungos, como o gorgonzola, roquefort, stilton, maytag, combinam com vinhos mais doces, para quebrar o sabor rico, forte e salgado. Escolha um recomendado para acompanhar sobremesas, tinto, um branco de Sauternes ou vinho do Porto.
 
5
7 – Queijos frescos e sem casca
Vinhos brancos leves, como o riesling ou chardonnay, acompanham bem mussarela ou mascarpone. Vinho rosé também é uma ótima opção.
 
6
8 – Queijos de massa mole e casca aveludada
Os que são mais conhecidos são o brie, chamois d’or e camembert que vão melhor com vinhos brancos, do tipo chardonnay. Quem preferir a companhia de um tinto pode optar por vinho pinot noir.
 
7
9 – Queijo de cabra
A companhia para a versão feita com o leite do animal são os vinhos produzidos com a uva sauvignon blanc. A escolha vale para também para o tipo feta, feito com leite de cabra e de ovelha, e os mais famosos como os de rocamadour e valençay, e o queijo da foto é o queijo de cabra Rei (vende no Mercadão – SP, é maravilhoso)
 

8

10 – Queijos de casca lavada
São os de pasta mole e semidura que passam por lavagens periódicas durante o processo de cura ganhando, assim, sabor mais suave. Há inúmeros tipos, como pont l’êveque, taleggio, livarot, époisses, maroilles ou munster que vão bem com vinhos feitos com a uva syrah. Tintos suaves e brancos secos também podem ser boas opções.
 
9
11 – Massa cremosa e prensada
Reblochon, port-salut, saint-nectaire, saint-paulin combinam com vinhos tintos, que podem ser da versão cabernet sauvignon, malbec ou pinot noir. A única regra é que não devem ser muito tânicos, ou seja, transmitir aquela sensação de acidez ao descer pela garganta.

9

12 – Serra da estrela
O famoso queijo português feito com leite de ovelha pode ser combinado com um vinho do Porto ou com outros do mesmo país, sempre tintos.
 
10
13 – Parmesão e grana padano
Mais duros e geralmente usados como complementos em refeições, podem ser consumidos com vinhos do tipo pinot gris ou pinot grigio.
 
11
14 – Suíços
De paladar fácil, como emmental, gruyère, maasdame, fol epi, gouda, costumam agradar a todos. As melhores companhias são vinhos brancos doces, como os chardonnays. Mas é possível servir também com pinot noir ou vinhos da região da Borgonha, sejam tintos ou brancos.
 
12
15 – Provolone
A dupla ideal é formada com vinho feito com as uvas gewürztraminer ou syrah, embora um shiraz australiano também possa ser uma boa alternativa.
 
13
16 – Catupiry
Até a versão brasileira combina com vinho, no caso um rosado seco.
14
17 – Fondue
Prefira os brancos ácidos, como os suíços, gregos, austríacos ou os feitos com a uva sauvignon blanc da Nova Zelândia.
Uma boa maneira de receber os amigos em casa é com uma deliciosa mesa de queijos! Não requer habilidades culinárias do anfitrião e todo mundo gosta!
Por isso, darei umas algumas dicas para montar uma bela mesa de queijos para receber com charme.
Queijos que não podem faltar em uma mesa básica, mas completa:
Gorgonzola, Boursin, estepe ou gouda, gruyère, grana padano ou parmesão e brie
 
Quantidade ideal:
A quantidade de queijos fica a critério de cada um. Dá para fazer mesas fartas com muitas opções ou mesmo poucos tipos e muitos acompanhamentos. Aconselhamos 250/300g por pessoa.
  
Separe os tipos de queijos:
É bacana separar os tipos de queijos, porque quase sempre eles vêm acompanhados por vinhos e aí entram também as combinações entre eles.
  
Acompanhamentos:
– Pães variados, torrada, grissines
– Geleias
– Ervas
– Azeites
– Frutas (uvas sem sementes e morangos são boas opções)
Usamos também bowls com mix de nuts (pistache, nozes, amêndoas etc (ficam uma delícia, principalmente com os queijos moles, como camembert e brie).
  
Dicas extras para a hora de servir:
 – Tirar os queijos da embalagem pouco tempo antes de servir (para evitar que eles ressequem).
– Queijos moles, como brie e camembert, são mais leves e vão melhor em dias quentes.
– Se quiser servir o brie de um jeito delicioso e diferente, você pode fazer uma telha de parmesão e colocar essa tampa por cima para finalizar. Super fácil de fazer e dá um super visual.
– O queijo grana padano servido com balsâmico reduzido fica uma delícia! Se tiver morangos, melhor ainda.
– Podem também colocar os Tags com os nomes de cada queijo dão um charme todo especial e facilita para os comensais.
– Na hora de servir, vale a pena investir na decoração, personalização e até um pouco da história de cada queijo!
 
 Vamos agora a nossa receitinha da semana:
15
QUICHE DE QUEIJOS 
MASSA
Ingredientes:
250 g de farinha de trigo
125 g de manteiga gelada
1 ovo
1 colher (chá) de água
Sal a gosto
Manteiga e farinha de trigo para untar e enfarinhar 
Modo de Preparo:
  1. Unte uma fôrma redonda de 20 cm de diâmetro, de preferência própria para quiche, com manteiga e polvilhe com farinha. Reserve. 
  1. Corte a manteiga em cubinhos. Numa tigela, misture todos os ingredientes com as mãos até formar uma massa homogênea. Faça uma bola e embrulhe com filme. Leve à geladeira por 10 minutos.
  1. Numa superfície enfarinhada, abra a massa com um rolo. Transfira para a fôrma preparada. Com as mãos, pressione contra o fundo e as laterais. Retire o excesso das laterais. Reserve.
Recheio
Ingredientes:
1 xícara (chá) de queijo emmenthal ralado grosso
1 xícara (chá) de leite
1 xícara (chá) de creme de leite fresco
4 ovos
80 g de queijo parmesão ralado
Modo de Preparo

 

  1. Preaqueça o forno a 180ºC (temperatura média). 
  1. Polvilhe o queijo ementhal sobre o fundo da fôrma previamente forrada com a massa.
  1. Numa tigela, junte os ovos, o leite e o creme de leite. Misture bem com um fouet (batedor de arame). Tempere com sal e pimenta-do-reino moída.
  1. Regue a massa com o creme de ovos e polvilhe com o parmesão ralado. Leve ao forno para assar por 30 minutos ou até que fique dourada. Retire a quiche do forno e sirva quente ou em temperatura ambiente

 

Sugestão de vinho para acompanhar essa quiche de queijos
16
 ALAMOS
Tipo: Tinto
País: Argentina
Região:Mendoza
Produtor: Alamos (Catena Zapata)
Uva: Pinot Noir 100%
Tamanho:750 ml
Temperatura de Serviço: 16 a 18ºC
Teor Alcoólico: 14%
  
Rico, cheio de fruta e elegante, este tinto mostra grande tipicidade e a impressionante relação qualidade/preço que é a marca registrada da linha Alamos.
 Combinações: Pato, carnes leves, queijos